Acne & Protetor Solar: Mitos e Verdades

Sua pele também precisa descansar: Confira dicas de cuidado para antes de dormir
27 de agosto de 2018

Acne & Protetor Solar: Mitos e Verdades

Se você sofre com acne já deve ter se perguntado se o protetor solar ajuda ou atrapalha.
para esclarecer essa dúvida confira abaixo alguns mitos e verdades sobre o assunto:

Usar protetor solar pode piorar a acne já existente

MITO. Isso só ocorre se você usar produtos não adequados para pele oleosa e acneica, que normalmente são em creme e vão causar a obstrução da secreção das glândulas sebáceas e piorar a acne. Usando os protetores solares desenvolvidos para quem tem acne, o risco de piora não existe.

O protetor solar pode causar acne em quem não a tenha

MITO. A acne se inicia dentro do organismo, com a produção de sebo excessiva pelas glândulas sebáceas, e nenhum produto de uso tópico – ou seja, aplicado na superfície da pele – é capaz de interferir nisso.

Tomar sol sem protetor solar “seca” a acne e melhora a pele

MITO. Expor-se ao sol sem protetor deixa a pele mais densa e ressecada, o que causa uma falsa sensação de melhora. Mas na sequência vem o efeito rebote, que piora a acne. Devido ao ressecamento, o organismo automaticamente aumenta a produção de sebo, para compensar a desidratação sofrida. E como a camada mais superficial da pele está mais grossa, os poros ficam obstruídos, em uma situação propicia para a formação de nova acne.

O protetor solar pode ajudar no tratamento da acne

VERDADE. Os protetores solares para pele acneica desenvolvidos por marcas, que investem em pesquisa e tecnologia, contêm princípios ativos tanto secativos quanto que ajudam a controlar a oleosidade ao longo do dia. Está tudo bem explicadinho nos rótulos, mas na dúvida peça a ajuda a um dermatologista para escolher o melhor produto para usar diariamente.

É fácil identificar protetores solares para pele com acne em farmácias

VERDADE. Devem ser usados produtos que tragam nos rótulos termos como ‘toque seco’, ‘efeito mate – sem brilho’, ‘oil free’, ‘controle de oleosidade’, ‘toque limpo’, ‘fluidez’ veículos ideais para esse tipo de pele são gel, gel creme, sérum e loção.

Quem tem acne deve passar menos protetor solar e reaplicá-lo com mais frequência

MITO. A quantidade de protetor solar indicada no Consenso Brasileiro de Fotoproteção da SBD é o mesmo para quem tem e para quem não tem acne. A recomendação é:

– Para rosto, cabeça e pescoço: 1 colher de chá

– Para braço e antebraço direitos: 1 colher de chá

– Para braço e antebraço esquerdos: 1 colher de chá

– Para o torso: 2 colheres de chá (1 para a frente e 1 para as costas)

– Para coxa e perna direitas: 2 colheres de chá (1 para a parte da frente e 1 para a de trás)

– Para coxa e perna esquerdas: 2 colheres de chá (1 para a parte da frente e 1 para a de trás).

Para dias comuns na cidade, você deve aplicar o protetor solar pela manhã e reaplicá-lo no começo da tarde. Quando estiver na praia ou na piscina, as reaplicações devem ser de duas em duas horas ou em um intervalo menor em caso de mergulho na água.

Independente disso, é essencial que você adquira o hábito de limpar a pele todos os dias, pois dormir assim você retira todo resíduo de produtos usados durante o dia, as células mortas e desobstrui os poros, ajudando sua pele a respirar melhor e renovar-se de forma mais eficaz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat